Revisando a Acne!

A acne faz ou já fez parte da vida de muitas pessoas, seja homem ou mulher. A adolescência é um momento de grandes mudanças hormonais, se tornando comum em aproximadamente 80% dos adolescentes.

A maior incidência é em jovens de 13 a 17 anos, que com avanço da idade tende a regredir podendo se manifestar na fase adulta.  

espinha-comic

A acne é uma patologia do folículo pilossebáceo que é presente em maior quantidade na face, ombros, peito e costas. Tem grande influência genética além de outros fatores contribuem para surgimento da acne.  

Alguns fatores externos e internos podem agravar a acne, por exemplo: cosméticos comedogênicos e oclusivos, origens endócrinas como SOP, período menstrual, estresse e etc.

Quando vamos iniciar um tratamento, não podemos esquecer da ficha detalhada de avaliação, investigar todas as possíveis causas, como alimentação, origens endócrinas, históricos genético entre outros. Importante identificar o grau da acne, a fim de estabelecer um tratamento multidisciplinar.  

download

Além de todos os fatores citados anteriormente, a acne se desenvolve juntamente com estes fatores:

  • Hiperqueratinização do folículo
  • Hiperproduçã de sebo glândular
  • Colonização bacteriana
  • Liberação de mediadores inflamatórios no folículo e na derme.

A acne se manifesta pela presença de comedões (cravo), pápula, pústulas (espinha), nódulos e cistos (que além das outras manifestações acometem a forma mais grave da acne).

O comedão é formado pelo material de sebo compactado no folículo sebáceo, onde há células mortas. Apresenta aspecto enegrecido (comedão acerto) e comedão fechado (pequeno orifício).

A pápula tem aspecto avermelhado e é uma lesão elevada, decorrente do processo inflamatório instalado no folículo pilossebáceo.

A pústula contém uma mistura de células inflamatórias e bactérias.

O nódulo é uma forma mais grave de acne, cuja inflamação estende-se às camadas mais profundas da pele e podem causar destruição tecidual, resultando em cicatrizes.

Os cistos caracterizam-se lesões similares às pústulas, contudo, são formações. Contendo materiais líquidos ou semilíquidos constituídos por debris celulares e restos de leucócitos e bactérias.

acne-illustration

O tratamento é complexo e requer bom senso por parte do profissional de estética e persistência por parte do cliente.

A associação de recursos eletroterápicos e cosméticos específicos favorecem a melhora do quadro.

 

fotolia_2382098_xs

As terapias tópicas e orais são indicadas em casos mais graves, alguns exemplos são:

Tratamento tópico: Retinóides: ação comedoniana. Usados em monoterapia ou em associação (tretinoína, adaptaleno, isotretinoína).

Peróxido de Benzoíla: agente antimicrobiano com ação bactericida potente.

Ácido Azeláico: acne papulopustulosa leve.

Ácido salicílico: O ácido salicílico é usado em formulações de cosméticos, está disponível em uma grande variedade de produtos cosméticos em concentrações, que vão desde 0,0008 a 3%. O ácido salicílico é lipossolúvel e essa propriedade o torna útil em pacientes com pele oleosa.O ácido salicílico penetra nos folículos repletos de sebo e limpam os óstios obstruídos.

Tratamento Sistêmico: Antibióticos orais: acne inflamatória de moderada à grave.

Isotretinoína Oral: acne inflamatória resistente à terapêutica convencional.

Tratamento hormonal: Síndrome do ovário policístico, acne persistente na mulher adulta, acne resistente à terapêutica convencional.

Recursos Eletroterápicos:

Alta-frequência:  O Ozônio apresenta propriedades importantes como bactericida (destruindo algumas bactérias que colonizam a pele e atenuam a atividade das toxinas das bactérias) e fungicida (pela ação destrutiva de certos fungos) (Gobbo,2010).

Microcorrentes: Efeitos Fisiológicos – Para acelerar a cicatrização da pele tratada de acne é importante o uso das microcorrentes por seu efeito de restabelecimento da bioeletricidade celular.

Segundo Borges (2010), o trifostato adenosina é um fator essencial no processo de cura. Grande parte de ATP, a principal fonte de energia celular, é requerida para controlar funções primárias.Tecidos lesionados são pobres em ATP.

Principais ações da microcorrentes: ação no sistema linfático, acelera processo de reparação tecidual, ação anti-inflamatória e ação anti-bactericida.

A fototerapia tem tido um destaque e crescimento por parte dos profissionais de estética. A fototerapia pode ser usada em todos os graus de acne.

O Led Azul (470nm) apresenta forte ação bactericida. Segundo Paschoal (2010). a presença do P. acnes nos folículos sebáceos está intimamente associada ao desenvolvimento da acne inflamatória.Como parte de seu processo metabólico normal, essa bactéria Gram-positiva e microaerofílica sintetiza porfirinas, principalmente protoporfirina e coproporfinina, substâncias fotossensíveis que, ao absorverem a energia da luz, interferem nas reações químicas e metabólicas celulares. Quando a luz é absorvida pelas porfirinas ocorre a formação de espécies reativas de oxigênio (radicais livres) que inativam o P. acnes sem que ocorra a indução de resistência bacteriana. O Laser vermelho (660nm), por sua vez, tem ação anti-inflamatória. Além de acelerar a multiplicação celular, os feixes de luz agem favoravelmente na recuperação da pele acometida pela acne.

Cosméticos:

Os dermocosméticos indicados devem conter  princípios ativos destinados ao controle da oleosidade excessiva, agentes secativos, depurativos, hidratantes e calmantes.

Óleos essenciais: Os óleos essenciais são princípios ativos naturais e agem de forma metabólica melhorando diversas disfunções cutâneas.Os óleos mais usados para acne é melaleuca ou tea – tree e o óleo de lavanda.

Na hora de montar a melhor estratégia de tratamento, devemos levar em consideração todos os dados coletados na ficha de avaliação. Aqui vai uma sugestão de protocolo, lembrando que o tratamento da acne varia de acordo com grau e com as manifestações.

Sugestão Protocolo para Acne grau I e II.

Higienização com sabonete glicoativo ( aqui você pode escolher glicoativo, antisséptico ou com ácido salícilico).

Esfoliação química: Nesta fase gosto de usar ácido mandélico ou salicílico. Aplicar em toda região e deixar agir de 5 a 10 minutos ( de acordo com a tolerância da pele).

Máscara secativa: Aplicar a máscara secativa e deixar agir de 15 a 20 minutos. Eu tenho paixão pela máscara de argila pura associada a 1 gota do óleo essencial de melaleuca. Tem forte ação cicatrizante e bactericida. Deixe agir por máximo 15 minutos.

Tonificação com tônico adstringente. Gosto muito de água thermal que ajuda a melhorar a hidratação.

Microcorrentes: Use a microcorrentes com gel de contato ou sérum secativo. Lembre-se que seu objetivo é promover ação drenante e estimular processo de cura. Programe de acordo  com seu equipamento.

Finalizar com protetor solar.

Você pode alternar as ordens do protocolo, associá-lo a outros recursos.

Espero que vocês tenham gostado e tirado suas dúvidas com relação a acne.

 

Grande abraço,
Juliana Perardt

Juliana Perardt

Apaixonada pela Estética. Sou esteticista, geminiana, amante do rock ’n’ roll e corrida. Professora do Curso Superior de Estética. Ministro cursos de aperfeiçoamento destinados a profissionais de Estética, com 10 anos de experiência.

Website: http://www.julianaperardt.com.br