Peelings! Chegou a hora!

Olá, amores!

O inverno chegou! E esta é a estação ideal para realizar tratamentos com peelings!

Você sabe  por quê?

O Hemisfério Sul se inclina para longe do Sol durante o nosso inverno e em direção ao Sol durante o nosso verão. No inverno a altura do sol é menor, os dias mais curtos e há menos radiação solar.

Por isso, aproveitamos o inverno para realizar os procedimentos mais descamativos, inflamatórios e que possam sensibilizar a pele.

Afinal, o que é Peeling?

Peeling(to peel)deriva do inglês e significa descascar, despelar, e é exatamente isso que ocorre, a pele atual descama enquanto a pele nova se reconstitui.

Os peelings podem ser utilizados tanto com propósitos preventivos como terapêuticos.

 

Quais são tipos existentes de Peelings?

  • Físico: quando a remoção é mecânica, realizada por agentes abrasivos. Os mais utilizados são os grânulos sintéticos, os minérios, as sementes de frutos e a sílica.
  • Biológico: a descamação do epitélio é realizada por meio da ação proteolítica de enzimas. Elas vão promover a hidrólise da queratina, reduzindo a espessura da camada córnea.
  • Vegetal (gommage): para este tipo de peeling, são usadas muculagens, gomas vegetais ou sintéticas. Essas preparações, ao entrarem em contato com o calor da pele, evaporam seu veículo, deixando uma película que, ao ser retirada com movimentos rotatórios, transforma-se em grumos que arrastam as impurezas e as células mortas.
  • Químico: a descamação do epitélio é realizada por meio da ação queratolítica de certas substâncias em baixas concentrações. Em concentrações elevadas só deve ser utilizado por médicos.

 

Qual a profundidade do Peeling?

Muito superficial: afina ou remove o extrato córneo não criando lesão abaixo do estrato granuloso.

Superficial:cria necrose de parte ou de toda epiderme, em qualquer parte do estrato granuloso até a camada basal.

Médio:cria necrose da epiderme e de parte da derme papilar.

Profundo:cria necrose da epiderme e da derme papilar que se estende até a derme reticular média.

É importante lembrar que peelings de profundidade média e profunda devem ser realizados apenas por médicos.

Para nós, profissionais de Estética, existem fatores importantíssimos que influenciam na aplicação de substâncias ácidas: a concentração, a estrutura molecular, o tempo de aplicação e o pH.

Como escolher o melhor ácido?

1º Segurança: verificar o pH, a concentração e o peso molecular.

2º Ácidos x Indicação x Benefício x Foco no tratamento.

3ª Fototipo e sensibilidade de pele.

Indicações:

  • Afinamento e compactação do extrato córneo;
  • Dispersão de melanina – redução de manchas;
  • Produção de colágeno;
  • Redução da oleosidade da pele;
  • Acne;
  • Melhorar aspecto da pele;
  • Reduzir pigmentação pós-inflamatória;
  • Manchas e sequelas de acne;

Os peelings são maravilhosos, mas devemos prestar atenção nas contraindicações:

  • Herpes ativa ou não;
  • Ferimentos;
  • Hipersensibilidade ao produto;
  • Uso de alguns medicamentos, pós-cirúrgico, pós-procedimentos de depilação;
  • Após laser ablativo etc.

Existem algumas situações em que o peeling pode agravar a pele, como na gestação, com eczemas e em pele bronzeada.

Conheça as principais substâncias utilizadas:

  • Ácido Glicólico: o Ácido Glicólico tem o menor peso molecular de todos os AHAs e, portanto, atravessa a pele facilmente, dependendo do veículo, da formulação, do pH, do local de aplicação e da condição da pele em que está sendo aplicado. É derivado da cana-de-açúcar.
  • Ácido Lático: o Ácido Láctico é um alfahidroxiácido, derivado do leite. O Ácido Lático encontra-se na pele e é conhecido pelo seu alto poder umectante. Aplicados na pele, este ácido e seus sais (lactatos) atuam como agentes antimicrobianos, reguladores de pH, hidratantes, umectantes, agentes rejuvenescedores e clareadores da pele.
  • Ácido Cítrico: extraído principalmente do limão e da laranja, este ácido é uma das principais fontes naturais de alfahidroxiácidos e tem propriedades adstringentes e clareadoras.
  • Ácido Mandélico: é um alfahidroxiácido obtido das amêndoas amargas e que é utilizado na cosmetologia para diversos tratamentos estéticos, como acne, hiperpigmentação, fotoenvelhecimento e imperfeições cutâneas. O ácido mandélico é um AHAs de maior peso molecular, isso quer dizer que ele penetra lentamente e age de forma gradativa sobre a pele.
  • Ácido Salicílico: O Ácido Salicílico é um ácido aromático, popularmente conhecido como betahidroxiácido.Ele é usado em formulações de cosméticos,e está presente em uma grande variedade de produtos cosméticos.

Existe uma nova geração de substâncias químicas chamadas de polihidroxiácidos:

  • Os polihidroxiácidos têm efeitos similares aos AHAs, mas não causam respostas de irritação ou sensibilidade. Os PHAs são representados pela gluconolactona e ácido lactobiônico.
  • Fornecem propriedades hidratantes e umectantes, em comparação aos AHAs, e podem melhorar a função barreira, aumentando a resistência da pele a danos químicos.

Os peelings são multifuncionais. Melhoram o aspecto da pele, iluminando-a, hidratando-a, revitalizando-a… Eu amo!!

Porém, é necessário cuidar muito da pele neste período de tratamento, não é porque a incidência solar está menor, que podemos abusar do sol!

Algumas dicas para você garantir bons resultados durante o tratamento!

 

– Protetor solar: importante ser acima de FPS 30 e ter fator de proteção UVA. O UVA vem com a sigla PPD, sempre será um valor inferior ao FPS (1/3 para ser mais exata).

– Cuidado pré-peeling: estabeleça um programa de tratamento pré e pós-peelings.

– Tratamento de manchas: cuidar com peelings inflamatórios e associar ativos despigmentantes. É necessário entender o processo de formação da mancha.

– Orientação Home Care: além do protetor solar, é necessário indicar um higienizante, hidratante ou cosméticos específicos de tratamento (esta escolha será de acordo com o tipo de pele e com a proposta de tratamento).

-Documentação Fotográfica: importantíssimo. Ajuda a visualizar a evolução ou não do tratamento.

– Termo de Consentimento: no termo de consentimento, deve conter todas as informações relevantes aos cuidados, pré-peeling, pós-peelings, uso domiciliar e todas as orientações que você julgar necessárias.

Vou ficando por aqui!

Deixe seu feedback nos comentários!

Grande beijo,

Juliana Perardt

Juliana Perardt

Apaixonada pela Estética. Sou esteticista, geminiana, amante do rock ’n’ roll e corrida. Professora do Curso Superior de Estética. Ministro cursos de aperfeiçoamento destinados a profissionais de Estética, com 10 anos de experiência.

Website: http://www.julianaperardt.com.br